Melhorar o acompanhamento dos alunos pode reduzir a evasão escolar

0

 

A evasão escolar é um problema sério para a educação no Brasil. Anualmente, milhares de alunos deixam de frequentar a escola por dificuldades, muitas vezes alheias a sua vontade. Estudar é um hábito indispensável que contribui não somente com o aprendizado, mas também, para a sociabilização e, essa, é fundamental para a diminuição da violência.

Dezenas de fatores contribuem para a evasão escolar, dentre eles estão: falta de interesse pelos estudos, falta de incentivo da família, questões financeiras, dificuldades em aprender, baixa autoestima, transporte escolar deficiente ou de difícil acesso, entre outros. Muitos desses fatores independem do controle de gestores e professores, porém, há aqueles possíveis de reversão e que são determinantes para garantir a continuidade dos estudos.

Quando o assunto é graduação, encontramos inúmeros motivos que levam ao abandono da sala de aula. A decepção ocorre pela escolha do curso ou expectativa criada em relação ao que se espera ao ingressar em uma faculdade. A ânsia em entrar para uma universidade leva a escolha de um curso que, muitas vezes, não se enquadra em nada com o perfil do aluno. Outras vezes, a desistência ocorre em virtude da não adaptação do horário de trabalho, da desmotivação seja em relação a emprego ou qualidade do curso, da falta de informação sobre a graduação escolhida, assim como assuntos financeiros.

Problemas familiares também estão na lista dos motivos do afastamento. A maioria dos alunos toma a decisão de abandonar os estudos e não aparece mais, sem sequer entrar em contato com alguém da instituição.

Muitas são as maneiras de contornar a situação, a primeira e, talvez, a mais importante delas, seja o reconhecimento do problema e da responsabilidade da temática, que não pode ser atribuída apenas ao aluno ou à família ou à instituição de ensino. Alunos com mau rendimento escolar tendem a deixar de frequentar a sala de aula, geralmente, no fim do primeiro semestre por estarem certos da reprovação.

Implantar programas que reduzam a desistência do estudante é necessário para a manutenção da atividade econômica da escola, bem como para garantir a fidelização do estudante. Muitas vezes, alternativas simples podem gerar resultados satisfatórios, tais como: possibilitar a mudança de curso escolhido; transferência para outra unidade da instituição de ensino, objetivando mudança de ambiente; mecanismo de acompanhamento de satisfação do estudante; renegociação e parcelamento de mensalidades; planos de descontos especiais para alunos com maior índice de frequência às aulas, são soluções simples e atrativas que podem auxiliar a minimizar a evasão.


Deixar uma Resposta

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *