Gestão de conflitos no ambiente escolar

0

A gestão de conflitos dentro do ambiente escolar é um tema que a cada dia requer mais preparo dos professores, coordenadores e gestores das instituições de ensino, de forma a entender, antecipar e responder adequadamente à tipologia de conflitos que surgem cada vez com maior frequência.

É essencial que haja uma capacitação dentro das organizações escolares, para fazer frente a esse tipo de situação – ou mesmo evitar que aconteçam, uma vez que desempenham uma importante função formativa na vida de jovens e crianças.

Os conflitos existentes dentro do ambiente educacional podem ter origem de outras fontes, e não unicamente de dentro da escola. Os indivíduos, normalmente trazem para dentro do ambiente de ensino, uma carga de natureza social e individual significativa. Contudo, é preciso repensar a forma de tratá-los e adotar modelos de gestão, que sejam capazes de dar a resposta mais adequada. Ignorar a existência desse fato, deixar que a solução ocorra de forma espontânea, ou mesmo, relegar aos professores que resolvam em sala de aula, certamente não é o melhor modelo.

As dificuldades na resolução de conflitos em ambiente de ensino se acentuam, quando não se possui uma estratégia eficaz na identificação, avaliação, resolução e acompanhamento do conflito eventualmente instalado, ou, quando os envolvidos resolvem adotar uma solução que resulta em muitos casos, em diferentes níveis de agressão (física, emocional, moral, etc.).

As escolas brasileiras necessitam desenvolver estratégias de gestão para intermediar os conflitos existentes ou em processo de gestação. Uma das formas, é a criação de grupos de discussão e análise do tema, com autonomia para propor à escola estratégias e medidas preventivas à instalação de eventuais conflitos. Lembrando que nesse caso, o discente tem uma participação importante nesse processo, pois normalmente, ele faz parte do conflito e necessita ser envolvido em estratégias para a sua solução.

Cabe à instituição escolar intermediar e se fazer presente, com regras e rotinas, disciplina e respeito, recepção e tolerância a fim de, não somente prevenir, mas agir de forma a não negligenciar o conflito. Estar aberto ao diálogo e mediar a situação, contribui significativamente para a melhoria das relações.


Deixar uma Resposta

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *